RPG Dust Devils – Façam suas apostas!

Esqueçam os dados!!

Rpgistas saquem seus baralhos e preparem-se para o pôquer.

Dust Devils é um jogo de RPG com tema western já bem conhecido dos gringos americanos (desde 2002) mas que só agora ganhou uma versão traduzida para o português. O pré lançamento foi feito agora no mês de agosto e para quem nunca ouviu falar neste jogo da Editora Redbox vou tentar fazer um resumo dos personagens e da mecânica do jogo com base em alguns matérias que li na net.

Personagens:

Esqueçam os monstros, elfos e magos. Em Dust Devils todos os personagens são humanos e você pode escolher entre as celebres figuras do lendário velho oeste como pistoleiros, cowboys, homens da cavalaria, fazendeiros, xerifes, foras da lei, comanches, sioux, garotas do saloon, garimpeiros…
E sem duvida a maior batalha que os personagens enfrentarão será contra seus próprios Demônios, seus segredos obscuros, passados problemáticos e os piores vícios que atormentam suas vidas. Os “devils” são caracterizados por vícios, medos e segredos que os diferem das outras pessoas e que são obcessões que devem ser continuamente combatidas.

A questão continua sendo: “Atirar ou largar a arma?“, “É possível uma pessoa se redimir de um passado nebuloso?”, “O que leva uma pessoa a se tornar um herói no velho oeste?”

Cenário:

Claro, o bom e velho oeste americano. Porém até a versão anterior do jogo o cenário em si era fracamente descrito uma vez que a proposta do jogo era que os jogadores se baseassem nos filmes ou quadrinhos do estilo faroeste.
Mas uma coisa que muitos podem achar interessante é que Dust Devils apresenta cenários alternativos onde são abordados outros gêneros de ficção, como o Deathwish baseado em espionagens no estilo James Bond, o cenário Ronin, onde os personagens são Ronins no Japão feudal e que presam do dever acima de tudo e por ultimo tem o cenário Concrete Angels, no estilo Sin City, onde a cidade é sombria e a criminalidade predomina.

Mecânica de jogo:

Lembra que eu disse que era para esquecer os dados? Pois é…

O jogo não usa dados para resolução de suas cenas e sim pôquer. Hein??
Isso mesmo que você leu. Pôquer.

Cada personagem possui quatro atributos básicos, uma para cada naipe do baralho e são eles:

Hand (espadas) = aptidões físicas. Habilidades de uso das mãos, pernas ou corpo em geral
Eye (ouros) = percepção e raciocínio
Guts (paus) = resistência, saúde e sangue frio
Heart (copas) = charme e interação social

Além desses atributos básicos, cada personagem tem duas traits (características) descritivas como “rápido como o vento” e “feroz como um tigre” por exemplo. E ainda é necessário que escolham seus passados e presentes com base em frases simples que as definam.
Por último é determinado o “devil” que nada mais é do que o lado ruim de sua personalidade que cada um tenta esconder e contra a qual ele sempre luta e que geralmente marca seu passado, como por exemplo, assassino, mentiroso, ladrão, covarde, dentre outros.
Escolha bem o seu devil, pois em um momento critico este detalhe de sua personalidade que tanto tenta esconder poderá ser justamente o que salvara sua vida.

É hora da briga!

E é aqui justamente onde mora um dos grandes diferencias do jogo.

Esqueça a ação. Dust Devil baseia-se na resolução do conflito. Você não fará um teste para saber se você acertou o inimigo o teste é para saber se você venceu ou não o combate sem se importar muito com detalhes.

Se você vai conseguir ser bem sucedido ou não vai depender de sua mão de pôquer e as do Dealer (carteador, que faz o papel de mestre). E a quantidade de cartas de cada jogador será definida de acordo com seus atributos, passado, presente e devil. E este sistema também possui fichas de pôquer que podem ser usadas por cada jogador na tentativa de diminuir um possível dano ou mesmo providenciar uma retirada estratégica da cena.

Outro detalhe é que Dust Devils é um sistema de RPG de narrativa colaborativa. Na hora de uma resolução, quem quer que tenha a maior mão (carta de maior valor), descreve como a cena acontece, inclusive determinando o dano do lado perdedor. Um único teste pode realmente determinar toda uma cena.

Outra diferença é: Seu personagem vai morrer? Isso é inevitável?
Então é você mesmo que vai determinar como será sua morte, possibilitando assim um final épico.

Bom, essa foi uma descrição básica deste jogo levando em consideração as versões anteriormente lançadas e que segundo a própria Editora Redibox se manterão para esta nova versão tendo apenas alguns detalhes e cenários aprimorados.

Resta saber: Será que Dust Devil é realmente tão interessante quanto parece?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: